Segunda gordinha – Dia do Rock, Bebê!

rock n roll burguer 1

Oi gente, tudo bem?

hoje é o dia do Rock, Bebê! Segundo a enciclopédia de 100 exemplares Wikipédia, apesar do dia 13 de julho ser conhecido como o dia mundial do Rock, a data é comemorada apenas no Brasil (vai entender)! E para comemorar essa data, o segunda gordinha está especial! Vamos conhecer o Rock’n’Roll Burger? Vamos, claro que vamos!! \m/

rock n roll burguer 1

Rock’n’Roll Burger é uma hamburgueria localizada na Rua Augusta, aqui em São Paulo. Lá, os frequentadores encontram um ambiente bem descontraído, com uma decoração toda voltada para esse maravilhoso gênero musical, com trilhas sonoras que dão “água na boca” e ainda de quebra, podem se divertir com as máquinas de pimball que tem por lá!

rock n roll burguer 4

rock n roll burguer 3

rock n roll burguer 2

O cardápio do Rock’n’Roll Burguer

Como não poderia deixar de ser, o cardápio contém uma infinidade de sugestões de hambúrgueres, e claro, todos com nomes que remetem o gênero.

rock n roll burguer 5

rock n roll burguer 6

rock n roll burguer 8

A hamburgueria ainda tem no cardápio milk shakes, sobremesas e porções salgadas (Veja cardápio completo aqui).

Esse é um passeio obrigatório para todos que estão em São Paulo e que assim como eu, amam o Rock’n’Roll! E tem coisa melhor do que misturar música com comida? Fica perfeito!!

Um beijo e até o próximo post =*

P.S. Todas as fotos foram retirada do Google Imagens. Caso alguma foto seja sua e tiver direitos autorais, entre em contato para que eu possa retirá-la.

FacebookTwitterGoogle+PinterestWhatsAppShare

Destino: Brasília!

Brasília

Oi gente, tudo bem?

Sim, vocês não estão tendo uma visão! B&T de volta com posts diários eeeee! E se reclamar, terão dois posts por dia!!!!! Gente, organização é tudo na nossa vida e eu estava precisando me organizar muito… E claro, parar de preguicinha e voltar com a rotina! Então, bora se preparar para os cliques diários no blog, hein!!

Para quem me acompanha nas redes sociais (me segue, genteeee), viu que eu passei alguns dias em Brasília, uma viagem à trabalho mas que deu para curtir bastante! E claro, hoje vim dividir detalhadamente esses momentos com vocês!

Brasília

 Eu já havia “passado” por Brasília quando fiz uma viagem para Chapada dos Veadeiros há alguns anos. Fiz um city tour pelo eixo monumental e conheci alguns pontos turísticos, mas foi bem rápido mesmo, quase não deu para aproveitar. Porém como dessa vez fiquei quatro dias, consegui curtir um pouco mais a cidade e ficar IMPRESSIONADA com a organização que existe por lá!

Brasília 2

Vôo com direito a amanhecer lá de cima, unhas da semana e Regular Show!

Como vocês bem sabem, eu tenho uma certa dificuldade em acordar cedo e essa foi a parte mais difícil da viagem! Meu vôo de ida foi ás 6h10 da madrugada pois era aterrissar em BSB e ir direto para o escritório. Então pensem: 4h da manhã e eu acordada, morrendo de sono e com vontade de ser rica! Mas no final das contas, valeu a pena! Vi um nascer do sol incrível lá de cima e fui assistindo todos os desenhos possíveis que a Avianca disponibiliza para os passageiros – Achei Rycoh!  Tinha a programação para as pessoas normais com 26 anos, mas quem liga? Queria mesmo era ver desenho!

BACEN ali no fundo!

BACEN ali no fundo!

Para quem não sabe, Brasília tem setor para absolutamente tudo! Tem o setor bancário, setor hoteleiro, setor comercial, setor dos clubes, setor de não sei o que lá… Virginianos piram na organização! E cada “lado” tem o seu setor. Por exemplo, eu fiquei hospedada no setor hoteleiro (a vá) sul, mas o norte também tem um setor hoteleiro para chamar de seu. É ou não é organizado? E o melhor… trânsito zero. Eu, acostumada a demorar mais de uma hora para chegar ao serviço, lá eu demorava no máximo 15 minutos. É para glorificar de pé!

Brasília 4

No primeiro dia fui almoçar no anexo quatro da Câmara dos Deputados, onde comi o melhor bombocado da minha vida. A comida não tinha lá muita coisa diferente mas vista do lugar é excepcional. Do restaurante, você consegue ter uma ótima visão da cidade. Após o almoço, aproveitamos para fazer uma breve visita ao Congresso Nacional. Para os visitantes, existe um guia que mostra praticamente todos os lugares do edifício, bem como contam a história do lugar.

Também conheci o famoso Lago Paranoá, tanto durante o dia como durante a noite, e fiquei em dúvida qual dos cenários é mais bonito!

Brasília 5

Paranoá durante o dia!

Brasília 6

Paranoá durante a noite!

E claro, comi! Comi comida, comi besteira, comi Brasília e voltei pra São Paulo rolando!!! Ah, gente… estava viajando, tenho um desconto! Mas o melhor de tudo, foi ir à única loja do Dunkin’Donuts no Brasil!

Brasília 7

E obviamente, aproveitei todos os espelhos possíveis para tirar várias fotos no espelho para postar no Facebook! Faz tempo que não faço LOOK DO DIAné? Mas logo menos, estarão de volta!!

Brasília 8

Jeans coringa!

Essa estadia em Brasília foi bem especial para mim pois foi minha primeira viagem à trabalho. Pode parecer bobo, mas foi uma realização para minha vida profissional! E já estou sonhando com a próxima. (;

E termino o post com essa foto, que na minha opinião, é uma das mais lindas que eu tenho!

Brasília 9

Gostaram? E me contem, conhecem Brasília?

Um beijo e até o próximo post =*

FacebookTwitterGoogle+PinterestWhatsAppShare

Segunda gordinha – Festival de Sopas CEAGESP!

FOTO: https://festivaldesopasceagesp2013.wordpress.com/

Oi gente, tudo bem?

E estamos de volta com mais um Segunda Gordinha Yeahh! E gente, estamos no outono e tirando o verão (sim, eu gosto do calor e quanto mais quente, melhor), essa é a minha estação preferida. Adoro esse tempinho frio mas que mesmo assim o sol dá o ar da graça! E claro, acho elegante andar de sobretudo e óculos escuro!!!! E tem coisa melhor nesse tempo do que tomar sopa? Não, claro que não! Então, bora ver o post de hoje que está delicioso!

Você conhece o festival de sopas CEAGESP?

FOTO: https://festivaldesopasceagesp2013.wordpress.com/

FOTO: https://festivaldesopasceagesp2013.wordpress.com/

Não tem jeito, quando uma coisa é boa acaba virando tradição e foi isso que aconteceu com o festival de sopas CEAGESP, que teve sua primeira edição em 2009. Pagando um valor de R$ 32,90 por pessoa, os visitantes podem degustar a vontade das cinco opções dos caldos, entre eles está a tradicional sopa de cebola. Vale lembrar que o cardápio muda semanalmente (acompanhe o cardápio aqui).

Para quem deseja algo além das sopas, o festival também dispõe de uma mesa repleta de antepastos, sobremesas e vinhos, porém esses são pagos a parte.

FOTO: http://www.guiadasemana.com.br/evento/restaurantes/festival-de-sopas-ceagesp-2015-ceagesp-06-05-2015

FOTO: http://www.guiadasemana.com.br/evento/restaurantes/festival-de-sopas-ceagesp-2015-ceagesp-06-05-2015

O festival acontece no CEAGESP (ou CEASA para os mais íntimos!) fica na Vila Leopoldina em SP e tem fácil acesso pela marginal Pinheiros para quem vai de carro. Também é super tranquilo ir de transporte público. Infelizmente eu ainda não fui, mas está anotado e vai virar mais um post pra série “Descobrindo SP com o B&T”, que tal?

Vale lembrar que o festival funciona de quarta a domingo a partir das 18h, sendo que as quartas, quintas e domingos o espaço fecha a 0h e as 2h as sextas e sábados. Há estacionamento no local, só procurar pelo portão número 4, entrar, comer e ser feliz!

Está em São Paulo a passeio? Não deixe de provar e deixar sua opinião sobre nossa gastronomia! Já foi lá? Me conte o que achou!

Um beijo e até o próximo post =*

 

FacebookTwitterGoogle+PinterestWhatsAppShare

Carnaval de rua – Inspire-se!

FOTO:www.donagiraffa.com

Oi gente, tudo bem?

E como anda a animação para o carnaval? Preparados para a folia? Devo confessar que não sou a louca do carnaval, gosto mesmo é de saber que terei alguns dias de folga para dormir um pouco mais e ficar longe dessa loucura de São Paulo. Esse ano parece que o paulistano pegou gosto pelo carnaval de rua e até eu, que sou parada de tudo, estou querendo conferir a folia! E claro que um folião que se preze necessita de uma fantasia!! Separei algumas inspirações para vocês arrasarem nas ruas! carnaval de rua carnaval de ru  a

O que usar no carnaval de rua?

Lembre-se que você vai ficar horas pulando de um lado para o outro então prefira o conforto. E lembre-se: o minimalismo ajuda muito nessas horas! Não precisa gastar horrores para se divertir, basta usar a criatividade e curtir MUITO!carnaval de rua carnaval de rua 

FOTO:www.donagiraffa.com

FOTO:www.donagiraffa.com

FOTO:klara-forever.blogspot.com

FOTO:klara-forever.blogspot.com

FOTO: www.fofochic.com.br

FOTO: www.fofochic.com.br

FOTO:  fotos.sapo.cv

FOTO: fotos.sapo.cv

FOTO: vejasp.abril.com.br

FOTO: vejasp.abril.com.br

E tem muitas outras, olhem só esse post o Muffin dicas preparou! Inclusive tem o próprio modelito da Bruna!

E vocês, vão pular o carnaval? E a fantasia, já escolheram?carnaval de rua carnaval de rua carnaval de rua carnaval de rua carnaval de rua

Um beijo e até o próximo post =*

FacebookTwitterGoogle+PinterestWhatsAppShare

Season Finale: Descobrindo SP com o B&T – Aquário de SP!

Oi gente tudo bem?

Bom, não estranhe! Hoje é dia de segunda gordinha, eu sei! Porém excepcionalmente hoje não teremos a nossa deliciosa coluna mas é por uma boa causa. Hoje teremos o último episódio do Descobrindo SP com o B&T porque fevereiro já está aí e passou voando! Então, passei apenas dois dias do programado e estou aqui para encerrar a série com chave de ouro! O passeio de hoje será pelo Aquário de SP!

Aquário de SP

Preciso confessar: eu morro de medo de peixe! Quando estou no mar eu vivo pulando quando sinto que algo passou pelas minhas pernas… e não só em mar, se brincar até em piscina eu fico assim! E hoje, mesmo sabendo que eles estavam lá bem seguros eu ainda levei alguns sustos! E outra confissão: Eu não sabia que existia um aquário em São Paulo – capital até o início dessa série de posts!Sempre pensei que aquário era coisa que só tinha no litoral… A pessoa aqui não conhece a própria cidade… lamentável!

Detalhes da entrada: ossos de uma baleia e uma escultura de um peixe-boi!

Detalhes da entrada: ossos de uma baleia e uma escultura de um peixe-boi!

Aquário de SP é o maior da América Latina (2 beijos, sociedade!) e é o único temático do Brasil. Por lá você encontra cerca de 3 mil bichichos e aproximadamente 300 espécies. O Aquário de SP é separado por setores: água doce, vale dos dinossauros e o setor dos mamíferos. Todos os ambientes são feitos para que você se sinta no habitat das espécies expostas. Além dos ambientes de visitação, há também um cinema 3D que custa $5 por pessoa, além de um restaurante por quilo e uma hamburgueria. Dá para passar o dia tranquilo!

Aquário de SP 2

Além dos peixes, também é possível você ver outros animais da fauna nacional. O passeio permite “ter contato” com jacarés, cobras, jabutis, lagartos, iguanas, macacos, pinguins, morcegos e até uma amiga da Pri, mas ela estava fazendo jus ao seu nome e não apareceu para nós… ficou curtindo a gostosa preguiça de domingo, bem escondidinha!

Aquário de SP 3

Um dos diferenciais do Aquário de SP, sem sombra de dúvidas, é o Vale dos Dinossauros. Lá existem várias réplicas de esqueletos em tamanho real de várias espécies desses antigos e extintos habitantes da terra. E além dos esqueletos, há também alguns bonecos interativos que ficam se mexendo, sabe? E claro, sempre tem as placas explicando qual é a espécie, onde vivia, o tipo de dieta… enfim, todos os detalhes pertinentes à espécie.

Aquário de SP 4

Achou pouco? Esporadicamente ainda é possível encontrar uma sereia. Sim, você leu certo! Uma sereia mesmo! Você pode visitá-la no setor dos piratas e trocar uma ideia com ela! Eu descobri que ela tem duas irmãs e tem mais de cem anos. A sereia conversa com as crianças e fica lá, esbanjando glamour para os visitantes!

IMG_9483

Sinceramente? Fiquei encantada com tudo o que vi por lá e realmente sinto que foi um passeio para fechar com chave de ouro. O Aquário de SP é enorme e vale a pena a visitação. Ele fica localizado na Rua Huet Bacelar, 407 – Ipiranga/SP e é aberto para visitação de segunda à domingo, das 9h às 18h. Agora a parte chata: o ingresso adulto custa $45 e eu achei o preço bem salgado. O estacionamento também é pago e caso queira deixar o carro por lá você precisa desembolsar $30. Se você tem seguro compensa deixar na rua mesmo pois arredores do Aquário é movimentado e há muitas ruas paralelas, basta achar uma vaga e fugir dos flanelinhas.

E agora mais fotinhos para vocês!

IMG_9506

Peixe-boi!

IMG_9475

IMG_9373

IMG_9458

Diz o Eric que esse é o meu parente! Ambos irritados!

IMG_9451

Altos papos!

IMG_9436

Nemo!

IMG_9434

Dóris!

IMG_9348

IMG_9428

Meu sorriso de segunda-feira!

IMG_9423

Todos estavam dormindo, quietinhos!

IMG_9375

Jacaré albino!

IMG_9402

Gostaram? Também deixei um vídeo no meu canal mostrando duas coisas que eu mais gostei por lá! Clique aqui para ver e não esqueça de se inscrever!

E vocês, conhecem algum aquário? Gostam desse tipo de passeio?

Um beijo e até o próximo post =*

FacebookTwitterGoogle+PinterestWhatsAppShare

Descobrindo SP com o B&T – Museu de Arte Sacra!

Museu da Arte Sacra 1

Oi gente, tudo bem?

Contagem regressiva para o final de semana! Já estão planejando os passeios? Vou confessar que eu sou do tipo que costuma ficar em casa curtindo a preguiça, mas o Descobrindo SP com o B&T está movimentando minha vida e sinceramente? Estou amando! Tem tanta coisa na nossa cidade que a gente desconhece que eu estou me surpreendendo e o lugar de hoje é só mais um deles.No último sábado eu fui conhecer o Museu de Arte Sacra de São Paulo e eu não poderia ter escolhido passeio melhor! Vamos conhecer? Vamos, claro que vamos!!!

Museu da Arte Sacra 1

Como disse no primeiro post da série, dificilmente nós visitamos museus que existem na nossa cidade e isso é uma verdade plena para mim. Eu não sou a louca do museu mas tem alguns que eu tenho muita vontade de conhecer e o Museu de Arte Sacra estava na lista. Eu não sou católica mas acho o rito, ornamentos e arquitetura das igrejas super interessantes. A arte sacra é cheia de detalhes e isso que me encanta, e a visita no MAS foi assim: cheia de detalhes!

Museu de Arte Sacra de São Paulo passou a ocupar a ala esquerda térrea do Mosteiro de Nossa Senhora da Imaculada Conceição da Luz e a antiga Casa do Capelão, antes administração, e onde, desde 1999, está exposto o acervo de presépios do museu. A parte mais antiga do complexo foi construída sob orientação de Frei Antônio de Santana Galvão para abrigar o recolhimento das irmãs concepcionistas, função esta que também se mantém até hoje. (Leia o texto na íntegra)

Museu da Arte Sacra 2

Já na entrada do museu há algumas réplicas do conjunto de estátuas “Os Profetas” do Aleijadinho. Além das estátuas, há também uma área destinada ao estacionamento (que é gratuito) onde tem vários banquinhos sob um pé de manga que tem por lá! Então você pode ficar por lá relaxando, comendo uma pastel de flango (que também vende lá), embaixo da mangueira e curtindo a vida!

Museu da Arte Sacra 3

 

O espaço não abriga apenas o Museu. Há também uma igreja que foi idealizada pelo Frei Galvão (que aliás, era arquiteto. Não sabia disso… descobri na visita) e um presépio bem humilde que deve ter o tamanho da minha casa! A igreja é pequena porém rica em detalhes. Além dos elementos tradicionais do catolicismo que vemos na maioria das igrejas antigas, lá também está o túmulo do Frei Galvão, onde é aberto a visitação e os devotos podem deixar as suas preces escritas.

Museu da Arte Sacra 4

Detalhes da igreja!

O presépio é uma coisa de outro mundo! Com “apenas” 1.600 peças, o presépio do Museu da Arte Sacra mostra não só clássica cena do nascimento de Jesus mas também retrata as cenas da vida real! Tem “gente” brigando, a mulherada lavando roupa, vendedores ganhando o pão de cada dia… é simplesmente incrível! (Veja aqui a exposição virtual).

Museu da Arte Sacra 5

Detalhes do presépio!

Agora vamos ao Museu. Além do acervo, o museu de arte sacra recebe exposições temporárias e calhou da minha visita ser bem na inauguração de uma! Lá é possível encontrar várias peças de igrejas, mosteiros ou até mesmo objetos pessoais do sacerdócio da igreja. O mais legal como cada peça é diferente da outra, como cada estátua tem detalhes peculiares, imaginar o trabalho que deu para fazer um anel de outro com imensos detalhes e o empenho que foi empregado manualmente em cada peça. São obras impressionantes!

Peças da exposição -  Arte Sacra na Ourivesaria

Peças da exposição – Arte Sacra na Ourivesaria

Acervo museu!

Acervo museu!

Para os amantes de história é um passeio indispensável e praticamente obrigatório para os católicos que passam por aqui. Como já disse, eu não sou católica e mesmo assim foi um passeio incrível. E na minha humilde opinião, não teve peça mais linda do que ver a emoção e a devoção de várias pessoas que estavam lá. Recomendo para todas pessoas independente do credo, basta ir de mente aberta e apreciar as obras! O Museu de Arte Sacra de São Paulo fica na Avenida Tiradentes, 676, Luz, São Paulo, SP e é aberto à visitação de terça a sexta das 9h – 17h, das 10h às 18h aos finais de semana e fechado as segundas. Os ingressos custam $6 durante a semana e gratuito aos finais de semana! Portanto, vale muito a pena!

E agora, mais fotinhos para vocês!

IMG_9053

Momento de devoção.

IMG_9057

Também aproveitei para agradecer! Independente do credo, devemos agradecer sempre!

IMG_9072

IMG_9097

Cômodo “original” do mosteiro.

IMG_9100

Lá também tem um pátio com uma fonte e vários banquinhos!

IMG_9139

São Miguel Arcanjo gordinho!

IMG_9167

IMG_9169

IMG_9176

Claro, phynyssyma no coquetel de inauguração da exposição!

IMG_9197

Importante: Aos leitores católicos: Eu fiz esse post de forma imparcial e tentei ser o mais correta e educada  possível nas terminologias e colocações. Caso você tenha se sentido ofendido com o uso de algum termo, fique a vontade em deixar sua opinião nos comentários!

E esse foi o Descobrindo SP com o B&T de hoje! Alguém aí já visitou esse tipo de museu?

Um beijo e até o próximo post =*

FacebookTwitterGoogle+PinterestWhatsAppShare

Segunda gordinha especial – Mercado municipal de SP!

mercadão

Oi gente, tudo bem?

Ok, o aniversário de São Paulo foi ontem mas ainda teremos alguns Descobrindo SP com B&T por aqui durante todo o mês de janeiro! E hoje é segunda! Dia de falar de coisa boa… Vamos falar de comida! E o Segunda gordinha  de hoje é especial pois vou mostrar para vocês mais um lugar tradicional da cidade de São Paulo que eu não conhecia: o Hocca Bar Bar do Mané, ambos no Mercado Municipal de SP – o Mercadão!

Mercado Municipal de SP

 Eu já fui algumas vezes ao mercadão mas sempre comprava algo específico e ia embora, portanto nunca tinha ido aos tradicionais bares que vendem o mais famoso pastel de bacalhausanduíche de mortadela de SP. Como estava lá no centro descobrindo outros lugares da terrinha, resolvi unir o útil ao agradável e ir ao mercadão novamente, mas dessa vez para “desvendar os mistérios” que tem por lá! Ah, e “de quebra” ainda curtimos um samba que estava rolando no espaço de eventos do local.

O Eric visitou o Hocca Bar e comeu um pastel de camarão. Como não sou muito chegada em frutos do mar, optei pelo sanduíche de mortadela do Bar do Mané.

mercadão de sp 1

Ambos estavam muito cheios porém o Bar do Mané demorou muito mais para atender… tanto que quando consegui pegar o meu lanche o Eric já tinha comido o pastel dele há muito tempo. Mas vamos dar um desconto, afinal era sábado, estava calor e são duas casas tradicionais. De qualquer forma, todos os atendentes foram bem simpáticos e o lanche em si sai muito rápido. O que realmente demora é a fila!

O pastel!

pastel de camarão mercadãoDeve ter aproximadamente 20 cm e é extremamente recheado. Eu me recusei a provar pois realmente não gosto de camarão, mas segundo o Eric o pastel é uma delícia! Além do camarão, o quitute acompanha alguns tipos de queijo e temperos variados (como cebola e cheiro verde). O Hocca possui três lojas no Mercado Municipal de SP e mais algumas lojas espalhadas pela cidade. Ainda vou voltar lá para comer um pastel de flango!

O Sanduíche de Mortadela!

sanduíche de mortadela mercadão

Gente do céu, isso não é um sanduíche-íche! É uma refeição para o dia inteiro! O bar tem diversas versões do lanche e alguns vem com salada, tomate seco, salame… Eu escolhi o tradicional: pão, queijo e um pouco de mortadela! Quando peguei o sanduíche já afirmei mentalmente que não ia conseguir comer ele inteiro… ele é enorme! Muito bem servido, o lanche vale muito pela tradição pois não tem tanta coisa diferente… a não ser o fato de ser “um pouco” caprichado na mortadela, mas é claro que é muito gostoso! Minha sugestão é que você divida essa singela refeição com alguém, pois eu não aguentei comer inteiro e tive que levar a outra metade para casa.

sanduíche de mortadela mercadão 2

Não consegue, né? Moisés!

Quanto gastamos?

Eu achei que foi bem em conta e nada anormal. Gastamos em torno de $45 reais se somarmos as bebidas e os lanches e saímos bem alimentados. Portanto, valeu muito a pena o dinheiro investido, afinal, conhecemos (e comemos) dois bares tradicionais do Mercado Municipal de SP que até então não conhecíamos!

Mais sobre o mercadão!

O Mercado Municipal de SP faz aniversário jundo com a cidade e ontem completou 82 anos.Lá tem de tudo… frutas diferentes, peixes, carnes, grãos, queijos, especiarias, bebidas… tudo isso dentro de um prédio tradicional, lindo e com vitrais maravilhosos. O mercadão fica na Rua da Cantareira, 306, próximo à Rua 25 de Março e ao Parque Dom Pedro II e está aberto para visitação de segunda a sábado, das 6 às 18 horas. Aconselho que o transporte público seja utilizado para chegar até lá pois é simplesmente impossível achar vaga no estacionamento “zona azul” e os estacionamentos da proximidade são bem caros. Eu fui de carro e demorei aproximadamente 30 minutos para conseguir estacioná-lo. Mas com carro ou sem carro vale a pena o passeio. Indico para turistas, paulistas e paulistanos!

E agora, mais mercadão para vocês!

mercadão de sp 2

mercadão de sp 3

mercadão de sp 4

E esse foi o passeio/segunda gordinha de hoje! Gostaram? Já conhecem o Mercado Municipal de SP?

Um beijo e até o próximo post =*

FacebookTwitterGoogle+PinterestWhatsAppShare

#Partiu Chão – Meu salto de paraquedas!

Oi gente, tudo bem?

Hoje é aniversário da minha cidade e também faz um ano que eu pulei de paraquedas! Era uma coisa que eu queria faz tempo… Sempre estava me programando mas nunca dava certo, até que no dia 25 de janeiro do ano passado depois de muito “vai, não vai”, fomos! O tempo estava instável e era surpresa se conseguiríamos pular ou não, mas não final deu todo certo! E finalmente pulei de paraquedas!

paraquedas

Gente, eu saí de lá com a melhor sensação do mundo. Todo mundo deveria fazer isso pelo menos uma vez na vida e posso falar? Com certeza vai amar! Eu poderia escrever um livro que ainda assim não conseguiria descrever a sensação… só pulando para saber como é o processo! Aquele friozinho na barriga antes de subir no avião e aquela sensação de “não tem mais volta” quando abre a porta e você tem que saltar!

E como essa aventura fez um ano hoje, decidi compartilhar com vocês um dos momentos mais legais e marcantes da minha vida! Bora assistir?

E agora umas fotinhos para vocês! Fazendo caras e bocas  (bocas, bocas e bocas) na aventura!

DCIM100GOPRO

Paraquedas

DCIM100GOPRO

DCIM100GOPRO

DCIM100GOPRO

DCIM100GOPRO

DCIM100GOPRO

DCIM100GOPRO

DCIM100GOPRO

E aí, quem tem coragem?

Um beijo e até o próximo post =*

FacebookTwitterGoogle+PinterestWhatsAppShare

Pico do Jaraguá – Descobrindo SP com o B&T!

Pico do Jaraguá1

Oi gente, tudo bem?

Galera, eu sei que vocês estão cansados de saber mas tá calor demais… E no final de semana eu estava nesse calor de todos nós para fazer mais um episódio do Descobrindo SP com o B&T! (Não sabe do que eu estou falando? Veja aqui!) E hoje vou levar vocês para conhecer o Pico do Jaraguá! Mas antes de começar a escrever, vocês precisam saber de duas coisas: Eu estava igual a minha blusa: derretendo! Logo, a pele não está a melhor do mundo. Segundo, meu rosto ainda está com espinhas. Eu até pensei em corrigir mas ah gente, fica para a próxima! Agora vamos ao post!!

Pico do Jaraguá1

O Pico do Jaraguá fica dentro do Parque Estadual do Jaraguá, localizado no bairro do Jaraguá (ah vá) na zona norte de São Paulo. A aproximadamente 16km do centro de SP, o Pico do Jaraguá é o ponto mais alto da cidade e uma das últimas amostras da mata atlântica por aqui. E quando você vê a cidade lá de cima, percebemos o quão pouco verde temos por aqui.

IMG_8957

Como fui no domingo não tive problemas de trânsito e o caminho foi bem tranquilo, quando estávamos nos aproximando do parque a paisagem mudou completamente! Parecia que estava viajando para o interior… Estada tranquila, arborizada e montanhosa!

Pico do Jaraguá 2

Você pode acessar o pico de duas maneiras: Através de uma trilha de 1,8 Km e considerada difícil ou ir confortavelmente no seu carro com ar condicionado ligado! Com o calor que tava, nem precisa falar qual foi a minha escolha!

Pico do Jaraguá 3

A área “social” destinada à visitação do pico está em reforma mas ainda tem alguns itens básicos funcionando. E claro, também tem feirinha para você comprar lembrancinhas (me senti bem turista!) Não é muito bem estruturado mas atende o suficiente. Ah, e tem também um parquinho para a criançada se divertir que está funcionando a todo vapor!

Pico do Jaraguá 4

Para acessar o cume você precisa fazer um pequeno sacrifício: Subir mais de 168 degraus! Eu não contei mas quando eu estava no começo da subida passou uma menininha falando em voz alta: 166, 167, 168… Já me deu vontade de chorar! Há também um elevador que transporta pessoas e equipamentos mas não estava em operação, não sei se tem dias específicos ou estava apenas em manutenção… Para quem não pode subir os degraus ou simplesmente está com preguiça, há um mirante na parte de baixo mas só é possível ver apenas “metade” da cidade.

IMG_8934

Olhando lá de cima parece que estamos vendo uma enorme maquete. Fiquei tentando adivinhar para qual direção eu morava, o que foi impossível! Lá no alto é possível ver alguns pontos conhecidos de SP como o rodoanel e o SBT. A vista é maravilhosa e novamente pensei: como não visitei esse lugar antes?

IMG_8930

Claro que não podia faltar sinais de civilização, afinal, estamos em SP. Por ser o ponto mais alto da cidade, o pico abriga duas antenas de TV com vários amplificadores de sinal, garantindo assim a nossa novela de cada dia! Ah, e lá também tem uma instalação da TV Cultura, não é aberta para visitação mas é interessante saber onde fica!

IMG_8961

O Pico do Jaraguá é de fácil acesso tanto para quem vai de ônibus ou quem vai de carro. O parque fica localizado Rua Antônio Cardoso Nogueira, n°539 – Vila Chica Luiza e é aberto fica aberto para visitação das 7h – 17h (exceto no horário de verão que o expediente se encerra às 18h). Um passeio gratuito, que vale muito a pena e é possível ver quão imensa e linda é a minha São Paulo!

E agora, mais fotos para vocês!

IMG_8912

IMG_8906

IMG_8958

IMG_8932

IMG_8905

IMG_8967

IMG_8918E esse foi o Descobrindo SP com o B&T de hoje. Gostaram? Já conhecem o lugar?

Um beijo e até o próximo post =*

FacebookTwitterGoogle+PinterestWhatsAppShare

Segunda gordinha – Meu japa preferido!

Oi gente, tudo bem? Matsuya

Estou de volta com mais um segunda gordinha e hoje vou mostrar para vocês um pouco sobre o meu restaurante japonês preferido: o Matsuya! 

Matsuya

Gente, juro de pé junto que eu tenho uma receita “na ponta do lápis” para fazer mas sério, quem tem coragem de ir para o fogão nesse calor de todos nós? A única coisa que dá vontade é de ser rica e ficar em um iate nas Ilhas Gregas. Como ainda não estou nesse nível, o jeito é se arranjar com o que temos mesmo e ir para qualquer lugar que tenha ar condicionado, como o Matsuya!

Matsuya1

Frequento o Matsuya tem algum tempo e ainda não achei um rodízio de comida japonesa que supere no quesito preço x qualidade. O restaurante sempre inova nos pratos e vez ou outra aparece alguma coisinha diferente no rodízio. Dessa vez foi lula. Nunca tinha visto, nem comido! Para tudo tem uma primeira vez!

Matsuya2

O rodízio é bem servido e tem vários pratos á disposição. Dificilmente repito algum pois a variedade realmente é farta, claro que sempre tem algum espaço para o salmão grelhado, que é simplesmente divino (juro que deu água na boca só de escrever)!

Vamos aos pratos? Vamos, claro que vamos!

Matsuya3

Na foto acima: Temaki (de diversos sabores), rolinho primavera, guioza, shimeji, salmão grelhado e yakissoba.

Ainda vem esse prato de combinados que inclui sushi e sashimi variados além dos deliciosos Hot Rolls. Você ainda pode solicitar tempura e aquela sopinha que eu nunca sei o nome. Como o boy magia e eu não gostamos muito, não pedimos. Esse prato é muito bem servido então caso você já esteja relativamente satisfeito com os pratos anteriores, peça ao garçom para não capricharem tanto nesse.

Geralmente não como sobremesa. Não porque eu não quero, é porque seria muita gordice  (gordisse?! Pasquales, me ajudem). Comi uma vez ou outra e sempre o Petit Gateau. Não chega perto do meu queridinho que é o da Ice Mellow mas é gostoso. Todas as sobremesas são do Mr. Bey que é uma marca bem conhecida nesse ramo de sobremesas prontas.

Se você não quiser gastar muito vá com calma na bebida. Um refrigerante é quase $6 o que pra mim é extremamente caro. Um suco então, nem se fala… Vai com calma ou a conta vai ficar um pouco pesada! E por falar nela…

Matsuya5

Se não tivéssemos chegado lá com sede de 30 mil camelos que ficaram dez anos no deserto a conta teria ficado um pouco mais barata. O rodízio é mais caro aos domingos mas mesmo assim ainda tá um pouco abaixo do preço da maioria dos restaurantes japoneses de SP. Um almoço sai por $48,90 por pessoa, sendo que na semana esse preço chega a $37. Não sei vocês, mas eu acho um absurdo isso. O que a comida tem de diferente aos domingos (ou a noite) que é mais cara?

Matsuya4

Para quem não é adepto ao rodízio também pode escolher os pratos que a casa disponibiliza no cardápio, o que particularmente acho que não compensa muito. Os preços acabam sendo quase os mesmos e você não tem tantas opções.

Matsuya6

Para quem está em São Paulo e quer experimentar um japonês com um ótimo custo benefício, essa é a minha sugestão. O Matsuya tem seis unidades espalhadas na cidade (Veja endereços aqui), cardápio inglês para a “gringaiada” e convênio com estacionamento em alguns restaurantes. Ah, e eles também tem um cartão fidelidade. A medida que você gasta por lá, acumula pontos para trocar em pratos. Legal, né?

E esse foi o segunda gordinha de hoje. Gostaram? Quem não gosta de comida japonesa, qual é o seu prato preferido?

Um beijo e até o próximo post =*

FacebookTwitterGoogle+PinterestWhatsAppShare